“Covid-19 ou Co-vida sem um único parceiro…”

Nos últimos anos abdiquei, uma vez mais, das pequenas coisas que me davam prazer e estimulavam. Preocupei-me com o que não devia e entrei numa louca correria em torno de algo que não queria. Vivemos agora um cenário pré-apocalíptico que não nos dá tréguas e parece ter vindo para ficar. Há quem apregoe que nada será como antes, mas a verdade é que tudo será exatamente como antes. Não sei por que livro, doutrina ou governo esta gente se orienta, mas é para o Agora, o Hoje, o Momento e por isso a tendência será, assim que o medo passar, tudo voltar ao mesmo. As mãos que juntas saúdam os profissionais de saúde com palmas vão afastar-se numa distância no espaço e no tempo. Os problemas sociais vão diluir-se nas preocupações individuais. Os cientistas vão voltar a estar sozinhos na luta contra a precariedade; os médicos vão continuar a sentir a degradação da sua profissão; os enfermeiros vão continuar a ganhar o ordeno mínimo. Em suma, os heróis que vão descobrir a vacina, que vão salvar as vidas, dar os cuidados necessários aos doentes, vão ficar igual ao que estavam e ainda mais cansados para continuar as suas próprias lutas. Talvez até deprimidos pela pressão a que estão sujeitos, devido ao stress ou apenas pelo seu próprio isolamento e pelo que vêm. Mas que interessa isso? Eu estou no conforto da minha casa e, enquanto estiver em segurança e nada acontecer aos meus, nem sei que essa gente existe… E assim vão passando os dias, sem compreendermos que uma sociedade egoísta, narcisista e cobarde, que foge das suas responsabilidades civis e dos seus deveres, falha. E falhamos todos os dias quando através de mais um cheque recebemos o que achamos ser um pagamento devido pelo esforço individual. Temos direitos e todos estamos cientes deles. Exigimos. Queremos liberdade de fazer o que queremos como queremos. E os deveres? E a responsabilidade? Vamos, vamos correr para casa das mães, fechar-nos num quarto qualquer, ligar o PC e dedicar-nos às redes sociais. Vamos brincar e fazer rir todos quantos vêm o nosso facebook. Vamos colocar histórias no instagram perfeitas de tão belas. E a Vida é só direitos e liberdade. Os minutos passam, as horas passam e os dias são passados entre risinhos histéricos e inconsequentes. E é essa inconsequência que nos leva a um abismo social que me dá um nojo de alma. É vê-los, vazios de palavras e de argumentos a dizer: porque eu quero, porque eu sou livre. Bla blás de quem não conhece a verdadeira liberdade. Eu sou livre quando cumpro os meus deveres e exijo os meus direitos. Eu sou livre para ter uma personalidade moldada aos meus Princípios e aos Valores que escolho, e não aos que me impingem ou me convêm momentaneamente. Não procuro validação nos outros, mas sim no meu coração e a minha Postura reflete exatamente quem sou. Não mudo ao sabor da necessidade. É por isso que este cenário pré-apocalíptico me entristece. Falamos do Covid-19, como nos protegemos, nos números associados, na progressão, nos cenários, na higiene, na economia, e mais uma vez deixamos de lado toda e qualquer componente humana. Tornam-se virais apelos e discursos que apregoam a uma responsabilidade civil. Mas continuamos sem entender que o respeito pelos outros e pela natureza estão intimamente ligados à incapacidade de viver numa sociedade em que as pessoas têm deveres a cumprir. E não é só cumprir regras básicas de não matar, ou não roubar. Comecemos pelo mais simples: não ferir, não fugir, não magoar para evitar responsabilidades. E então entenderemos que o problema não é o Covid-19, matará pessoas mas vai passar, mas a Co-vida que levamos sem um único parceiro. E como chamam a isto uma “sociedade”? Só se for empresarial… e o dinheiro sempre me disse pouco. Quanto mais vivo, menos gosto de pessoas, e isso dói…

Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s