Só é felicidade enquanto durar…

DSCF2676

… então faça o favor de tentar fazer com que dure! É mais ou menos esse o pensamento. Por estes dias tenho andado tão ocupado que nem tenho tido tempo para pensar e escrever. São relatórios, reuniões e um sem fim de obrigações que me fazem correr para parte nenhuma. Preciso decididamente de férias. Não posso no entanto deixar de salientar que há uns dias saiu uma notícia que há muito esperava. Foi assim um reconhecimento profissional apenas merecido pelo imenso esforço e trabalho. Vejo como um gesto de gratidão aos que teimam em gostar de mim, apesar de mim. Eu que sou demais até para mim mesmo. Sou de um feitio dificil e tem mesmo dias em que não me suporto. Simplesmente parece que por mais que me esforce nada satisfaz, nada chega. É por isso que se é felicidade enquanto durar, tenho a obrigação de tentar fazer com que dure esta minha aura cansada mas bem sucedida e com algum sorriso à mistura. Na minha entrevista recente a propósito do reconhecimento profissional, como um murro na mesa, fui salientando sem ironia que ser trabalhador é hoje, mais que ontem, um defeito. É assim também na vida pessoal. Ninguém quer trabalhar para ser feliz, nem aceita que outros o façam. Tudo de mão beijada e de preferencia sem ser preciso sair do sofá. A felicidade não vem sozinha… e traz mais responsabilidade do que se pensa. Guimarães Rosa, esse escritor que sabia das coisas, já dizia: “Felicidade se acha é em horinhas de descuido”. É por isso que ando em constante descuido. Umas vezes saio ferido, outras sou capaz de ferir, mas no geral tenho encontrado umas boas gargalhadas no fundo do baú. E olho para o passado com emoção… Não sei se há destino, mas o meu certamente não parecia ser chegar aqui, hoje e agora. Corro e canso-me por saber que esta maratona ainda não terminou. Faltam muitos minutos, muitas horas, muitos dias, muitos anos… E vou, igual a uma seta, porque se é felicidade apenas enquanto durar então eu me recuso a cruzar os braços. Ó pra mim na foto feliz a pensar que ainda há quem goste de mim… apesar de mim. Eu sou tão dificil que ninguém me engole ou tolera. As pessoas aprendem a gostar de mim… ou a detestar-me. E isso é algo que agradeço. Do fundo do coração: ou me ame, ou se mande! Não quero meio termo ou um sorriso roubado e fingido. A felicidade vai durar porque eu trabalho para ela…e não vou desistir.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s