Ser feliz… sabendo

IMGP0799Vivo numa cidade maravilhosa. Iluminada. Ontem mesmo saí a caminhar pelas ruas despidas de calor, mas o frio não se fez sentir. Dia-a-dia, pouco a pouco, deixei de querer controlar tudo à minha volta e saio por aí a ver, em curtos passeios, a alegria de viver sem mentiras descaradas de que o conforto do lar me chega. Eu não quero mais pouco. Vivo a cidade com a alegria de ter aprendido a apreciar as ruas, as estruturas e as pessoas. Não preciso de sorrisos breves, de passagens fullgas. Chega-me a vida ritmada no passar das horas em boa companhia, familiar e próxima. Não nasci para fingir apreciar grandes multidões, ou distrair-me com vozes gerais, e nada em particular. Não me consigo focar nas pessoas dispersas em sombras de vazio. Penso bastante no futuro mas sem me preocupar. A minha vida está estruturada e quase recuo a tempos de há mais de uma década, quando era um rapaz que usava calças manchadas, camisolas largas e tinha uma cintura de vespa. Magríssimo. A fome perseguia-me, até que um dia consegui correr mais que ela. Apanhei um comboio que me afastou definitivamente desse tempo. Ali, entre a Áustria e Munique, exibi uma boa forma para alguém ver. Era feliz sem saber, e sorria muito. Hoje voltei a esse tempo… de boa forma e de ser feliz sabendo.

Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Uma resposta a Ser feliz… sabendo

  1. Antero Almeida diz:

    Assim está bem! Ser feliz, sabendo ser feliz…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s