Grandes sucessos de Maria Bethania no coliseu do Porto

WP_20171025_22_05_16_Rich

O declínio físico e a pujança, talvez aquilo a que se chama aura, acabam por acontecer e ocorrer a todos, mesmo aos grandes vultos do nosso tempo. Existe quem diga que, após perderem a voz, Amália e tantos outros como o Frank Sinatra, viviam do passado. O publico reverenciava estes artistas não tanto pelo momento mas pelo peso historico… Pois bem tudo isto serve para dizer que Maria Bethania teve uma noite de consagração no coliseu do Porto. Grandiosa noite, como nunca vi. Mas não mostrou qualquer declínio, pelo contrário. Entrou com a juba branca e uma voz de arrepiar avisando que é brilhante, luz na escuridão e uma divina presença. A música Gema deu o mote para aquilo que seria o concerto mais emotivo de todos que assisti de Maria Bethania no coliseu… e já lá vão muitos. Diamante em estado bruto, único, e um querer que se derramava nessa dona do raio e dos ventos. Tudo honesto. Um diamante verdadeiro. E daí se prossegiu viagem pelo amor que deambula perdido nas letras de Chico César, compositor maior, em estado de poesia. Bethania é fera ferida mesmo quando avisa que não vai mudar, e que não adianta negar um grande amor. A boca continua molhada e marcada pelo ultimo beijo… E as lágrimas que correm, cuja fatura emita será um dia paga, terminam num amor que é ainda longe. A distância até ao fundo é muito pequena e a queda eminente. Terminou o primeiro ato tão depressa que ao meu lado já se questionava: mas já?? Isto terá quantos atos afinal? Apenas dois, como sempre. O primeiro foi mais curto que o normal, mas o tempo passa a voar quando se está feliz. E Bethania reentrou a relembrar que a porca de tão gorda já não anda, e que pouco adianta ser filho da santa. É melhor ser filho da outra… Essa mesma que nos ensinaria a ser frios e calculistas e não este saco constante de pancada. Vieram as águas, Caymmi, e mesmo o Rio de Janeiro e sambas-enredo co projeção lindíssima de homenagem a Naná Vasconcelos. O Recife agradeceu, certamente. E Bethania mostrou que está ainda tudo aceso em si, tudo claro, tudo brilhando. Tudo ligado. De facto o show parecia um âmbar e fez jus à grande musica de Adriana Calcanhotto. Palavra maior da nossa língua: “âmbar”, cor de céu em fim de tarde de Verão… Exaltação esotérica, visou afirmar que não adianta abandonar e fugir que o mistério vai permanecer intato. Amar é mais, é difícil, dói e é esotérico. O amor vem como um tiro certeiro e não é possivel viver sem ele. É mesmo o amor… que pode terminar da pior maneira mas o confronto de um olhar, olhos nos olhos, pode ser adiado e nunca infinitamente arrumado. E o que dizer, olhos nos olhos? Talvez que se deu a volta por cima, que se reconheceu o queda e se recomeçou. Houve exaltação a Amália, muitos sambas de roda e até se ouviu Edith Piaf. Bethania deixou claro que não se arrepende de nada, nem do bem nem do mal que lhe fizeram. Tudo está perdoado e esquecido. É que o futuro começa hoje, recomeçando do zero. A nossa vida começa mesmo hoje com o que temos. E gritamos todos em plenos pulmões que é preciso viver sem ter a vergonha de ser feliz. Tudo de pé, sambando e exaltando a consagração da maior cantora do nosso tempo. Saiu com muito respeito e um barulho louco no coliseu. Acenderam as luzes, e apesar de toda a gente saber que “o que é o que é” encerra os trabalhos, as palmas não pararam durante largos minutos. Os pés ameaçaram fazer ruir o coliseu e Bethania voltou. Voltou atrapalhada, confessando que estava já no camarim a agradecer o fim de mais um grande concerto. Cantou “explode coração” a capella e repetiu a exaltação da vida. Esta consagração merecida foi inesquecível e estou certo que, reciproca. O publico consagrou a artista que por seu lado consagrou um grande público. Completei mais de uma dezena de shows de bethania e aguardo outra dezena. São memórias que ficam sempre na pele… e nunca envelhecem.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s