Ensaio sobre o regresso II

Depois de umas merecidas férias, regressei com garra e força. Foram duas semanas de intenso trabalho e com um cheiro a mudança. As férias foram soberbas. Calmas e cheias de água e praia. O tempo passou depressa demais e o azul diário do mar, depressa deu lugar ao computador e a um intenso trabalho. Tudo se acumulou, e foi preciso um esforço enorme para conseguir acabar tudo a tempo. Regresso agora ao blog com uma nova imagem de fundo, uma tentativa de abordar temas sociais e políticos mais intensos, e deixar um pouco de lado o caos que tem sido. Eu detesto o caos absoluto, não consigo manter-me muito tempo nele. Durante as minhas duas curtas semanas de férias fui tomando lentamente consciência de que um workoolic deve saber manter controlo sobre as emoções. De outro modo elas tomam conta dele e tornam o trabalho num inferno. E eu não consigo ser um workoolic se não amar o que faço, se não me sentir satisfeito e capaz de mais e melhor. Devo por isso amadurecer a minha postura e deixar de lado algum deste meu temperamento quente e explosivo. É preciso regressar a um tempo em que pensava mais e com mais calma. Andava mais atento ao que se passa à minha volta e conseguia ter um poder de análise mais ácido e perspicaz. A minha lucidez, a espaços, ainda se ergue com intenção mas tem estado um pouco adormecida. Tenho andado distraído com coisas, e pessoas, que deveriam ter menos relevância na minha Vida. Os problemas existem, mas as soluções também. E é nelas que tenho de concentrar todos os meus esforços. Assim, aproxima-se uma nova fase que se quer (ainda) mais feliz e focada na consciência clara de que o Mundo não é ideal, mas é o lugar que habito. Posso melhorá-lo um pouco que seja. Posso esquecer as minhas dores e ignorar os sinais de alerta, mas não poderei nunca desistir de perseguir os meus objectivos com a mesma destreza de outros tempos… Estas férias foram muito importantes. Permitiram-me descansar, relaxar, quase aprender a nadar, rir e acima de tudo mudar pequenas coisas. Novos projectos, grandiosos e únicos, aproximam-se. E com eles há uma parte de mim que se compromete mais com a própria Vida. Tenho o dever de continuar atento aos sinais e transgredir. Tenho o dever de sair do rebanho e exigir o meu próprio espaço, e o meu caminho. Eu sei para onde vou… Regresso ao blog com menos inspiração, com uma enorme vontade de escrever mas com a certeza de que estou bloqueado pelo desuso da linguagem e das palavras. A narrativa custa a ser construída pelos dedos, e a falta de pretensão e capacidade, saltam à vista. Mas não faz mal. É o exercício, o esforço e a prática que me levarão a outro tempo em que me sentia menos científico e mais capaz de escrever. Houve uma transformação e uma ausência forçada que procurarei mudar. Só sei que a minha chegada das férias, de pele dourada, me trouxe uma vontade terrível de escrever sem filtros. De procurar ser bem sucedido em novos desafios. De sair de casa e sorrir. Dos novos projectos destaca-se a compra de uma casa que se pretende recuperada a médio prazo. Já começou a busca de empreiteiro. Já se iniciou a aventura de desbravar mato e sonhar um projecto. Já partiu em viagem o comboio do destino, com paragem naquela rua. E é de lá que quero escrever. Com os pés na relva, e a cabeça no lugar. Novos projectos vêm por aí, e o comboio não pára. Segue o seu rumo. Esperam-se poucas paragens, mas é provavel que elas aconteçam. Estou com a idade certa para dar uma grande volta à minha Vida. Retroceder, jamais. Em frente. A imaginação leva-me ao meu destino, e o corpo segue-a. A mente quer-se capaz. Só isso. E este é o meu regresso…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s