Ensaio sobre uma notícia de morte

O meu pai continua a sua luta contra o cancro. Depois de sentir-se vencido, e com a ajuda de antidepressivos, lá arrebitou. Finalmente percebeu que entre ter dores e cansaços, ou deixar de cá estar, é melhor pensar com mais calma. Este ano já perdi 2 pessoas muito próximas, tenho tentado reagir com determinação e valorizando o que de bom me acontece. A minha irmã sobreviveu a um cancro. Foi ver-me defender a tese de doutoramento sem um pêlo no corpo… Hoje está bem e recomenda-se. Não há sombra de reincidência ou problemas de maior. Mas de todos os diagnósticos que me apresentaram, nenhum foi tão impactante como o que hoje me foi comunicado. Seguiu-se uma longa conversa telefónica. Uma indisposição e o mundo a rodar. Falharam as pernas e fiquei dobrado… Desmaiei e deixei-me cair sobre um abismo de dúvida e preocupação. Estava desprevenido. Pela primeira vez tive pessoas estranhas a perguntar se estava bem e precisava de ajuda. Senti o mundo rodar. Fechei-me num quarto de banho, derramei 2 lágrimas silenciosas, lavei a cara e saí para uma reunião. O meu dia seguiu o seu ritmo. Mas estou cansado, e não há maior cansaço do que o da alma…  Este ano está a ser tão maldito, que nao consigo sair de dramas. Eu que nunca fui dramático… Mas parece que as más notícias não acalmam. Cheguei a casa meti-me na banheira, revirei os olhos e uma febre densa e escura abateu-se sobre mim. Este está a ser um ano horrível para mim. Hoje foi um dia de choque. Por incrível que pareça, depois de tanta coisa nos ultimos tempos, tive o choque maior da minha vida. E não consigo acalmar… E não consigo esquecer… Talvez me ausente, talvez me desperte. Mas a minha vida não será a mesma depois do dia de hoje… Quem tanto odeia e inveja a minha vida quase perfeita, tem motivos para celebrar. Aos 32 anos estou a atravessar momentos de puro choque. Mas a vida segue o seu ritmo. Mais do que sobreviver, vou viver e ultrapassar todos os obstaculos. Eu vergo, mas não quebro. Caio de joelhos, desmaio, grito, choro mas vou seguindo mesmo que custe horrores. Hoje estou em choque e deram-me provavelmente a notícia que mais me abalou da minha vida.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s