Ensaio sobre um anúncio

O tópico tem sido sempre o mesmo: cansaço. Não parece que cheguei de férias há menos de 1 mês, mas acho que se deve ao facto de não ter descansado como devia, e merecia. Cheguei com imenso trabalho. Na semana passada foram 2 candidaturas a bolsas de alunos, esta semana um projecto de 6 milhões de euros. Não sei se virá aprovado, provavelmente não, mas vou tentando até ao dia em que o meu esforço me traga o que mereço. Cada vez mais me convenço de que sem muito trabalho, nada feito. Estou dedicado a conseguir, e isso é meio caminho andado. As coisas deveriam andar a outro ritmo. Tudo deveria correr melhor… No entanto as coisas são relativas. Esta semana estive com um Prémio Nobel. Não só o conheci, como estive numa sala, muito privada, com ele. Não fiquei fascinado. Muito pelo contrário. Pessoas comuns fazem coisas extraordinárias. Isso é um facto certo. Mas todo o cansaço, toda a desilusão, é uma mera prova de estarmos vivos. E o anúncio do nascimento de um novo ser, traz-nos alguma esperança para o futuro e muita força para enfrentar as adversidades. Nada como alguém nos dizer que está à espera de um filho, para que tudo o que temos a lamentar pareça tão pequeno quando comparado com o desejo de que tudo corra bem e o novo membro do clã chegue tão saudável e capaz quanto possível. Tudo passa a secundário. Mesmo um projecto de 6 milhões parece ridículo perante o anúncio da chegada de um bébé. O cansaço já era, e as recusas parecem apenas uma necessidade de parar para respirar. O mais importante passa a ser um elemento, que antes de nascido, tem já uma vida para cumprir. E que a cumpra. Seja longa ou curta, tem já a responsabilidade de se desenvolver, crescer, nascer e aos poucos cumprir uma Vida que deve ser tão satisfatória quanto os objectivos a que se propuser. O Mundo é, cada vez mais, um lugar estranho. As pessoas vivem numa redoma tecnológica que se pretendia avançada mas que vai atrasando os afectos e minando as prioridades. De tudo, resta a esperança. Resta a vontade e o espírito. O simples anúncio de um nascimento pode fazer mudar tudo na cabeça das pessoas mais próximas. Só não mudará uma coisa: a prioridade. Talvez seja uma mudança drástica na vida de quem recebe um filho, mas certamente que os mais próximos também não serão indiferentes. O cansaço desaparece. E tudo se relativiza. Pena que profissionalmente as coisas não descolem como deveriam. Pena que se trabalhe tanto para conseguir “apenas” alguma coisa. Mas alguma coisa é muito mais que nada. Trabalhar muito é o dever de quem vive para que as coisas sejam conquistadas e merecidas. Senão não andamos cá a fazer nada. E isto é algo que se está a perder: a noção de que para tudo na Vida é preciso trabalhar muito. E então para as coisas que queremos…!! Mesmo ter um filho, com consciência e amor, não é só abrir as pernas e esperar que o espermatozóide faça o seu trabalho! Ando com traumas enormes com este facilitismo e o marasmo com que as pessoas exigem e esperam algo dos outros. Mas no fim de contas, após esta notícia tão grandiosa de que em breve vou ter por perto o choro de mais uma criança, tudo soa a pouco. E pouco não serve. O melhor é arregaçar as mangas e persistir. O caminho é longo, e pode ser penoso, mas lá chegarei. Vou continuar a trabalhar e a esforçar-me como se tudo me corresse bem. Afinal de contas, as pessoas, para mim, terão sempre prioridade sobre as máquinas… Nenhum computador, jogo ou facebook, vale tanto quanto um abraço. Nenhum texto ou chat, ou mesmo telefonema ou videoconferencia, é tão valioso como um afecto. Este anúncio recente apaga quase todas as dúvidas. Só uma persiste: porque não conseguem entender isso as pessoas?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Uma resposta a Ensaio sobre um anúncio

  1. Filipa Carvalho diz:

    Linda apreciação de tal anuncio. Fico também muito feliz…Bjoes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s