Ensaio sobre uma assombração de Natal

Este Natal passou devagar. Talvez fosse por não ter trabalhado muito. Esperei passar apenas uns dias descansado, sem grande stress de prazos. Mas quis a Vida que assim não fosse e fui visitado por um espírito de Natais passados. A minha grande conquista ao longo dos anos é não ter medo de assombrações. Há poucas coisas das quais me arrependo. Em poucas situações me comportei mal com alguém. Embora não siga qualquer religião ou imposição de pensamento político, religioso, social ou comercial, desde cedo que vivo mais preocupado em Viver de acordo com o que dita a minha consciência, do que com as necessidades gerais. Enquanto uns de preocupam em enriquecer, eu só quero viver bem. Enquanto há quem viva inebriado com o luxo e o conforto, a mim basta-me a certeza de que a minha Vida não é uma cópia barata de alguém. Assim, quando visitado por uma assombração, tenho do meu lado todas as certezas de ter sido suficientemente justo para que o raio da justiça me poupe. E até as assombrações se queixam da Verdade. Ela é libertadora. É o fim de todas as aventuras e de todas as tormentas. É o exorcismo mais que perfeito. Todas as histórias têm 2 versões, têm 2 verdades no geral, mas apenas uma no cruzamento do que realmente interessa. Não sou perfeito, mas lido com a minha imperfeição como uma parte de mim tão importante quanto o resto. O que realmente me importa é ser fiel aos meus princípios, pois sei que me levarão à tranquilidade absoluta. As assombrações, podemos afastar com a Verdade. Seguir desprezando tudo o que seja menos do que nos fazer sorrir e feliz. Quanto mais respostas se procuram no passado, menos se acerta para o futuro. Com o passado aprendemos. Registamos as lições no caderno da Vida que levamos para todo o lado. E devemos abrir sempre que necessário. Sem medo dos fantasmas que de lá saltam. É que se tivermos do nosso lado a Verdade, será muito fácil afastar esses fantasmas e apagá-los por longos períodos. E mesmo que regressem, a mesma Verdade serve de repelente. A inveja não acha buraco por onde possa passar. A maledicência é deixada à porta e trucidada pelo espelho da Vida. É por isso que os fantasmas de Natais passados não me assustam. Para mim é um assunto bem resolvido. São situações que me permitem dizer que eu vivi da melhor maneira possível sem olhar às minhas próprias necessidades. Se quem recebeu essas benesses não as entendeu, não as aceitou como dádiva mas sim como obrigação, não posso fazer nada. A minha liberdade, a tal que chega com a Verdade, termina quando começa a dos outros. Não consigo alimentar à força as assombrações, nem fazê-las compreender de que o meu único erro sempre foi confiar demais nas pessoas… Não me importo que me usem, me difamem nem sequer que inventem uma realidade paralela onde eu sou uma personagem de ficção, um vilão. Eu carrego nos ombros muito pouca responsabilidade por tudo o que outros fazem ou dizem de mim. Mesmo os que conviveram comigo de uma forma tão próxima… A minha sombra é leve como uma pena e desloca-se por todo o lado comigo. Não é um lado negro da minha existência onde escondo segredos. É apenas o espectro, a projecção do meu corpo provocada pela luz. Lembra-me sempre que eu apenas carrego comigo a minha sombra. Não tenho culpas, nem arrependimentos, nem mentira, nem dores. Tenho uma cicatrização lenta mas depois da crosta, uma nova camada de pele cobre a ferida. Eu posso ser visitado por todo o tipo de assombrações, que todas afastarei da mesma forma: com a Verdade. Na minha Vida ela sempre foi libertadora, e eu adoro-a!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s