Ensaio sobre estúpidos invejosos

Viver é também um enorme exercício de paciência, o que se torna muito penoso de vez em quando para alguém como eu que tem pouca paciência. Vale a determinação e a capacidade de trabalho! É isso que nos salva neste mundo de loucos onde a estupidez e a inveja andam de mãos dadas. São as melhores amigas dos que, sendo insuficientes, estão lá em cima, no topo da cadeia social e profissional. O que esses tontos não entendem é que, para nós os impacientes, o topo é uma meta imaginária que não vemos, nunca vimos e provavelmente nunca veremos mesmo que estejamos sobre a linha e passemos a correr pela fita. É por isso que os estúpidos invejosos vêm a vitória dos outros onde apenas há caminho. Os maldosos sentem inveja do comum. Do normal e justo. O simples Viver de alguém sinceramente feliz e determinado em ser melhor, incomoda muito. E incomoda muito mais quando aquilo a que as pessoas chamam sucesso, começa a aparecer. As invejas e as intrigas nascem em vários cantos escuros. Há frases que são ditas com malícias e todo o género de más influências começam a pairar sem que as pessoas percebam. É impossível escapar a isso. E é aí que nasce a importância de ser paciente. É essencial continuar com a mesma determinação e trabalhar com o mesmo afinco sem perder demasiado tempo a tentar compreender o porquê das coisas. Simplesmente não existe justificação. As pessoas são más por natureza. E não é por culta delas próprias mas essencialmente deste tipo de sociedade que temos onde nos são incutidos princípios muito errados. As pessoas preocupam-se umas com as outras pelos motivos errados. Medem o seu sucesso pelo que os outros conseguem. Não são, nem nunca serão felizes porque pensando bem, o que procuram é o impossível. E para conseguir uma pequena porção disso são precisas muitas dores de cabeças. Das más. Gastam tempo precioso a pensar no passo seguinte, na melhor maneira de destruir ao invés de se preocuparem com as fundações para erguer o seu próprio estatuto. Querem ser conhecidos e não apenas reconhecidos. Talvez seja medo de serem confrontados com a realidade: há pouco de bom para reconhecer ali. Só estupidez aliada á inveja. São suficientemente estúpidos para carregar uma arma, apontarem com toda a precisão e acertarem no próprio pé. Esse mesmo que pisa com buraco largo suficiente para caber um corpo. Fica então assim, um pisar oco e sem sentido quando o corpo se enrola e escapa pelo espaço de um tiro no próprio pé. E esses invejosos estúpidos atiram muito. Ás vezes para o ar, sem perceberem o perigo de uma bala perdida. Atiram em todas as direcções e um dia, sem perceber, podem acertar em quem não devem! É sempre essa a minha esperança quando eu vejo um estúpido invejoso. Aguardo silenciosamente que acerte no alvo errado. Fico enrolado à espera de passar no espaço que tem no próprio pé. Esse dos tiros que acertam em si próprios… Sempre foi minha filosofia não começar um braço de ferro. Quem começa acaba por perder as forças mais depressa e esse tipo de embates que se baseia na força é completamente imprevisível. Nunca se sabe que tipo de adrenalina tem o adversário. Que poções toma e quantas refeições de espinafres fez. É por isso que ignoro completamente quando me estendem o braço e forçam um braço de ferro. Aguento o embate, fico incomodado mas tenho inteligência suficiente para rir do assunto. É que as minhas refeições são muito saudáveis e eu gosto de exercício físico, ainda que não o faça tanto quanto gostava. Viver é um exercício de paciência e embora eu não seja paciente, sou determinado. Quero ter a melhor Vida que possa. Nada de ser conhecido, só reconhecido por quem convém…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s