Arquivos Mensais: Maio 2013

Ensaio sobre criar ouro a partir de pó imaginário

Este país nunca terá futuro enquanto continuarmos a achar que somos uns incapazes. Uns coitados que não conseguem mais e melhor. A única ambição que existe pelas ruas e pelos cantos, é o enriquecimento rápido. Não se busca uma evolução … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre futuros mestres

Tenho dito muitas vezes que vivo numa realidade paralela. Acredito, sinceramente, que esse meu estado absorto é sinónimo de algum bom-senso que ainda habita este meu corpo cansado! Nestes últimos dias estive “apenas” 4 horas por dia a discutir trabalhos … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre um vento de mudança

Já temos políticos a agradecer a Nossa Senhora a sétima avaliação da Troika. O campeonato de futebol português vai entretendo o povo com emoção até à última jornada. O Benfica até conseguiu ir à final da Liga Europa. E para … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre querer Ser

De tudo o que vivo, tento sempre aproveitar qualquer coisa de positivo. Mesmo nas horas mais negras e densas, paira no ar qualquer coisa de útil. É preciso ter um sentimento prático da coisa: temos pouco tempo por estes lados, … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre um manto branco

As coisas que tocam o Humano e o social sempre me comovem mas são muito cruéis também. Há na sociedade um constante embate com o que acho aceitável. E daí tiro afastamento. São camadas de lonjura e milhas que me … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre Mariene de Castro na casa da Música

Mariene de Castro é, sem dúvida, uma Diva de tempos antigos. Cabelo farto, presença forte e uma voz que não se confunde com nada que tenhamos ouvido antes. É única e tão singular que qualquer coisa fica bem na sua … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre uma avaria surpresa

Ontem fui para a praia. Tinha umas saudades imensas de caminhar na areia e sentir a água fria nos pés. Estava algum vento, a temperatura não era elevada mas o dia compôs-se e foi óptimo. Serviu para descontrair o corpo … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário