Arquivos Mensais: Janeiro 2012

Ensaio sobre esbanjar

Por estes dias decidi esbanjar euros que não tenho. Andei ás compras e fui dando ar de grande comprador quando na realidade sou um consumidor da pior espécie. Corro lojas e lojas atrás dos melhores preços e não compro fora … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre dar cavaco

Ás vezes penso que vivo completamente alienado do mundo e das pessoas. Acontecem coisas tão fabulásticas que não consigo digeri-las assim no imediato. Tenho de aguardar e beliscar a pele e os olhos, só para ter a certeza de não … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre a crítica

O que tenho contra os partidos políticos, é o mesmo que me faz desconfiar de teorias e idealogias. É preciso acreditar em algo mas a intimidação, e a defesa de ideais só porque sim, é uma coisa perigosa. A liberdade … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre as duas dimensões

Quem me viu, quem me vê. Se anos houve em que saía todos os fins de semana, conhecia porteiros e cumprimentava empregados de bares, hoje vivo recluso. Tranquilo e com mais tranquilidade. Não se compara o que se ganha ficando … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre os não-paridos

Há quem leve muito a sério esta coisa de ser independente da família e dos laços. Há quem seja completamente insensível ao Mundo e às pessoas. De tal forma que por vezes me pergunto: “terão sido paridos, ou cagados?”. É … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre os parceiros

Já nada me espanta. Mas quase todos os dias sou surpreendido por este País e pelas pessoas que insistem em considerar que o País as serve a elas, e não ao contrário. Começo desde já por deixar claro: esses que … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre a liberdade

A liberdade é muito mais que uma benção ou uma dádiva. O que escolhemos fazer com ela é tão mais importante que simplesmente tê-la. Os frutos da liberdade obrigam a manutenção periódica e muita atenção na colheita. É que de … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário