Ensaio sobre Marisa Monte

Não adianta mentir. Marisa Monte é luxo e puro talento. É preciso esperar entre 4 e 6 anos por um CD mas quando o ouvimos vale cada minuto. O novo CD é um exemplo perfeito. As expectativas eram, como é óbvio, elevadas e Marisa Monte não desiludiu. O CD chama-se “O que você quer saber de verdade. A primeira música que dá nome ao CD é a imagem perfeita do que nos espera e imediatamente afirma: “Vai sem direcção/Vai ser livre/A tristeza não resiste/Solte os seus cabelos ao vento/Não olhe para trás…”. Tem tudo. Mensagem política. Amor. Loucura. Felicidade. Tristeza. Tem Pop. Tem samba. Tem até forró. Incluí temas popularuchos e alguns, como o primeiro, de uma sofisticação característica de quem trabalha muito. Letra e música. O cuidado e a preocupação mais social que comercial, faz de Marisa Monte um caso raro nos nossos dias. Poderia fazer disco atrás de disco. Coleccionar sucessos comerciais e dinheiro fácil mas esse caminho simples não parece satisfazer as suas necessidades e sonhos. Diga-se que Marisa Monte vende muito mesmo para os padrões actuais. Os seus 2 últimos CDs de 2006 venderam qualquer coisa como 1 milhão só no Brazil, o que faz dela um êxito comercial. O que a distingue de tudo o que, infelizmente, vai sendo sucesso é a qualidade. Depois há o lógico aproveitamento das gravadoras e distribuidoras que lançam CDs atrás de CDs. DVDs e até Blu-rays. Não desgastam a imagem de ninguém porque na realidade a imagem artística só existe quando se aparece e se anda na capa de revistas. Marisa Monte é muito diferente disso tudo. Desaparece por anos. Lança um CD, faz uma turné longa que percorre o mundo e volta ao seu lugar onde observa o mundo e prepara, laboriosamente certamente, um novo CD. Tudo é envolto em secretismo e a expectativa vai crescendo até não dar mais para aguentar. E ela corresponde. Responde. Lança um trabalho irrepreensível a nível artístico e humano. Poderemos discutir uma letra menos boa ou uma música que nos faz lembrar acordes de algures ou de alguém mas é inegável que não existe uma zona de conforto. Há tentativas, a meu ver muito bem conseguidas, de penetrar em sons novos. Em transmitir mensagens com forte conotação social. Marisa Monte é uma mulher atenta que não diverte as pessoas nem se limita a estabelecer objectivos ambiciosos. Não me parece que se preocupe em ganhar milhões e expôr-se a multidões. Ouço com prazer e divago pelas incertezas líricas. Fico pensativo e só por isso já valeria a pena considerar este como um dos melhores CDs do ano. Sem dúvida. Voltando ao tema que abre o CD e lhe dá nome, Marisa Monte diz tudo o que há anos tento explicar. Há uma necessidade de liberdade para a felicidade ser completa e real. É preciso estar atento, fundar um novo movimento que preze a responsilidade individual e colectiva pelo que acontece no mundo. O Tempo passa e com ele perdemos o momento certo para agir. Não existem pessoas iluminadas e outras presas a um mundo obscuro. É mesmo uma questão de clareza intelectual. Afinal, o que você quer saber de verdade? O que queremos ver e saber? Esta coisa de “para quem é, bacalhau basta” tem de acabar de vez. É preciso que as pessoas saibam que é nelas que reside a esperança e a capacidade para mudar desde que queiram realmente SABER. Conhecer. Informar-se. Eu sei o que quero saber de Verdade. Eu quero a Verdade. Saber de Verdade. Saber mesmo. Saber de verdade!! Fica o vídeo, até nisso Marisa Monte é perfeita. Puro luxo:

http://www.youtube.com/watch?v=v1sigYjNQFA

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s