Arquivos Mensais: Outubro 2011

Ensaio sobre esquecimentos

Este fim de semana tem sido atípico. Acordo muito cedo, ligo-me ao computador e trabalho toda a manhã. Almoço tarde e só depois paro um pouco. Não estou a queixar-me, pelo contrário. Estar ocupado, ter um trabalho onde possa mostrar … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre uma ideia de Europa II

Deixei no ar o que penso sobre a Europa mas não foi mais do que uma ideia muito superficial. Não acho que “esta” Europa tenha qualquer chance de ser bem sucedida. A razão é mais do que evidente. Os países … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre uma ideia de Europa

Ando agitado pelo imenso trabalho. Nervoso e bastante rabugento. Não é que as coisas corram mal, pelo contrário mas estou… impaciente. É como estar sob um constante pressentimento de que algo de muito mau está para acontecer. Chego a casa … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre reality-shows

A televisão tornou-se num veículo essencial para a estupidificação do povo. Mas não só. O estado geral da cultura, ou falta dela, na nossa sociedade fica estampada no som e na imagem de vários programas. Associamos às palavras um rosto … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | 1 Comentário

Ensaio sobre as mãos

Chegou finalmente o Outono. As temperaturas baixaram e começa a saber bem ficar no sofá enrolado sem fazer nada. O meu fim de semana não foi assim. Muito pelo contrário. Aproveitei este fim de semana, que para mim foi prolongado, … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre os livros

Cada vez mais me convenço de que o intelecto precisa de mais que a energia que provém do açucar. O principal alimento para o cérebro é a leitura. Seja que tipo de livro for. Mais vale ler um romance de … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre a bomba-relógio

Ando extremamente cansado e amanhã terei mais um dia em grande. Mais um dia de muito trabalho. Das 9 ás 19. Eu gosto de me sentir ocupado e ter uma profissão onde fazemos o que gostamos pode ser um luxo … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre o ultimatum

Na quinta-feira, ainda antes de ter comida no prato, ganhei uma congestão. Uma indigestão de discurso e de desculpas que ainda dura até aos dias de hoje. Penso que não vai sarar nos próximos tempos. Tomei uma grande decisão que … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre o recomeço

Nem todos os dias são dias felizes. Mas todos os dias são bons dias para fazer deles dias felizes. Festeja-se tanta coisa inútil, que as pequenas vitórias ficam sempre perdidas por entre aniversários e datas ostracizadas pela quase insignificância aparente. … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ensaio sobre os elos

Ontem, enquanto falava com uma amiga, senti que provavelmente tenho um aparente desprendimento das pessoas. Na minha vida só eu sou imprescindível. Não posso jurar um amor eterno ou uma amizade inquebrável. Os elos, por mais fortes que sejam, têm … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário