A sensação de muita tolice…

A minha relação com a música é muito idêntica à que tenho com as palavras. Funciona como uma excelente terapia para me curar de todos os males e por estes dias tenho precisado muito de ouvir boa música. Ontem passei a manhã e a tarde a ouvir o debate parlamentar sobre o orçamento de estado… Pode parecer exagerado mas acho muito grave este distanciamento entre população e política. Caminhamos para uma situação insuportável em que a política é sinónimo de descrédito. As pessoas nem querem ouvir falar dela mas não há como fugir. Ela está por todo o lado. No café que tomamos até ao ordenado que recebemos. Por isso assusta-me tamanho distanciamento entre as pessoas e a classe política. A democracia corre sérios riscos de se tornar na ditadura dos aparelhos de poder instalados pelos partidos mais poderosos (não será já assim…??). Por tudo isto, mantenho-me atento e faço questão de ver (ou ouvir) os debates quinzenais e este debate, do orçamento de estado, é muito importante para se perceber a completa falência do estado social e das políticas socialistas. Não adianta falar de peito inchado e de modo apaixonado. Quem não se informa devidamente não é capaz de argumentar. E obter informação suficiente para se fazer uma discussão política demora muito tempo. É preciso abdicar de algumas coisas para ganhar o conhecimento que se exige em questões tão importantes quanto o rumo do nosso país. Porque estou a escrever tanto sobre política? Nem eu sei bem… Só sei que depois de um dia intenso a ver o debate parlamentar sobre o orçamento do estado só me apetecia ouvir uma música que descobri há umas semanas (logo no dia do lançamento do CD novo da cantora Vanessa da Mata no Brazil…).

http://www.youtube.com/watch?v=YzDqqBS2Tcc

Anima-me e deixa a mensagem toda exposta ao ridículo. É impressionante o modo como vivemos numa sociedade em que compramos compulsivamente para nos livrarmos da angústia e dos males quando na realidade o maior dos nossos males é a pequenez e a mesquinhez. A solidão, a dor e a angústia ficam todas lá. Não adianta quantas malas compremos ou quantas prestações teremos de pagar. Existe uma falta de compromisso sincero entre os sentimentos e a responsabilidade. O que me ficou do orçamento de estado 2011 é que andamos sistematicamente a comprar “Bolsas de Grife” e a tentar fazer remendos só para compensar a pequenez de quem não nos serve no aparelho do Estado, apenas o usa em seu próprio benefício. E o que nos resta então? Só o consolo de que não adianta as bolsas que compre porque serão sempre tolos. Nós pagamos as prestações (dolorosas…) mas a solidão, a angústia e a dor ficam neles… Vanessa da Mata é das compositoras que mais gosto (excepto o CD “Sim” que foi de qualidade duvidosa) pela sua atenção. Não sei se sou exagerado na interpretação ou se leio demasiado nas entrelinhas mas esta música, apesar de animada, é das imagens mais completas do nosso tempo… Aproveito para falar desse novo CD chamado “Bicicletas, bolos e outras alegrias”. Já o ouvi dezenas de vezes nas últimas semanas. É um pouco irregular. Não é tão denso e poderoso quanto o álbum de estreia mas é um óptimo trabalho com músicas muito boas. Letras óptimas e arranjos bons. Saliento o trabalho de Vanessa como compositora. Letras divinas que envolvem. “As Palavras” é uma balada inesquecível. “Te Amo” é uma bela declaração de amor. “Vá” é uma ordem e um fiel retrato do que se passa nas relações dos nossos dias. “Vê se Fica bem” é a música ideal para uma despedida ou para um recomeço… O CD é bom. A música é boa porque não é oca nem para gente vazia. Vanessa da Mata faz-me lembrar Guimarães Rosa. Um escritor que muito admiro e unanimemente reconhecido como um dos maiores da Literatura…

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s