Arquivos Mensais: Dezembro 2009

Que me venha logo esse 2010

Gosto de fazer balanços, pensar sobre a vida e olhar para trás como um espectador atento. O espectáculo da Vida tem sempre o dom de me divertir, cansar, entusiasmar, distrair e até de me magoar. Tudo faz parte. E 2009 … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

2009 foi um ano culturalmente activo

Os dias continuam a passar muito depressa. Não consigo trabalhar e pouco mais faço que olhar para o computador. Aproxima-se a passos largos o fim do ano. 2009 foi um ano culturalmente muito activo. Pude assistir aos concertos de: Maria … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | 1 Comentário

com a pressa que convém ao entusiasmo

O Natal já passou. Estes foram dias muito atarefados. Entre conferências, carro novo e acidentes de familiares se passam as horas e os dias sem que consiga ter um momento para mim. Mas hoje finalmente me sentei só ao computador… … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Manada de hipocrisia

Os últimos dias têm sido marcados pela pretensa discussão do ‘casamento homossexual’. É engraçado o adjectivo que colocaram ao casamento. O casamento pode ser bonito, abençoado, molhado, simples, sofisticado e agora pode também ser gay. Coitado do casamento. Até ele … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Atrevo-me a pedir: acabem com ela

Diz-se por aí, nos corredores do poder, que o país anda ingovernável. Eu, que sempre achei o nosso país como uma espécie de república de terceiro mundo, tive a confirmação de que as pessoas que estão na política não têm … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Bom sintoma de humildade

Ontem fui até Santa Maria da Feira assistir a um filme, ‘Olho Nu’, no 13º festival de cinema luso-brasileiro. Em traços gerais, o filme não é mais que a complicação de imenso material vídeo e fotográfico do artista Ney Matogrosso … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Uma só cadeira e um colo

Nos pequenos gestos diários nunca colocamos a leveza que devíamos. Os locais que visitamos dia após dia e mesmo os que apenas visitamos de anos em anos parecem-nos sempre imortais. E nós? Seremos tão imortais quanto esses locais? Parece-me que … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário