‘ jamais apagará a pobreza de espírito’

Continuo de férias. Quer dizer, vou tentando trabalhar um
pouco, mas não muito… Apesar de estar a descansar o máximo de tempo possível,
vou vendo todos os dias um pouco de televisão. Assim, vi a Dra Manuela Ferreira
Leite na entrevista à Judite de Sousa e vejo todos os dias os noticiários do
almoço e do jantar. Hoje fui surpreendido com uma notícia sobre tatuagens que
me sensibilizou. Principalmente pela senhora que foi entrevistada. A criatura
tinha falta de dentes e alguns podres. Dizia ela, toda catita e contente, que
iria fazer uma tatuagem no ombro que a acompanharia daí em diante todos os
minutos do seu dia e iria vê-la sempre que quisesse em frente ao espelho. Tinha
até ideia para a próxima tatuagem: uma joaninha porque se chama Joana…
Bem, a Internet tem um poder inegável e faz as mensagens difundirem-se à
velocidade da luz. Para aquela criatura da entrevista, gostaria de deixar um
recado simples mas eficaz na esperança de que a Internet cumpra a sua função e
difunda a mensagem, que não é mais que uma lição de vida, para todos quantos
lêm este meu diário. Então cá vai: ‘ Querida, não precisas de tatuagem, já tens
a tua pele marcada pela pobreza de espírito… ‘ Passo a explicar o que tanto
me revolta. Não são os dentes desarranjados ou podres mas a pobreza de pagar
entre 200 e 3000 euros por uma tatuagem quando tem os dentes naquele estado…
Concordo com Mia Couto quando no livro ‘O outro pé da Sereia’ escreve: ‘são os
pobres quem mais maltrata o dinheiro’. De uma maneira geral, infelizmente, essa
é a regra. A criatura apanha-se com um bocado de dinheiro e não vai tratar os
dentes, fazer um pé de meia para alturas de crise ou apenas comprar um livro
que a instrua. Nada disso. Trata-se de uma sapiente criatura que sente a
necessidade de se salvaguardar por detrás de um desenho ou palavras marcadas na
pele. Há nestes pobres, e não sejamos hipócritas ao ponto de negar a pobreza
onde ela existe, algo insólito: a falta de ambição em arrancar da alma essa
pobreza. Poderá um dia ganhar milhões e milhões mas jamais apagará essa coisa
ignóbil e absurda que é a pobreza de espírito…

Bj

Marco

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s