‘ O meu perdão caíu como uma esmola sobre a tua dor ‘

 
Ando cansado e desmotivado. Acordo farto de fazer ciência e triste. Ás vezes ponho-me a pensar que ciência são só números. Vejo ao meu lado pessoas a inventarem números, resultados e a sugarem o trabalho alheio. Constroem currículos muito mais fortes que o meu mas não sabem fazer ciência… e axo que nunca saberão.
Acordo, coloco as duas mãos sobre o rosto e penso que é só isto… Que de nada vale sair cedo dos lençóis e ir em busca do melhor trabalho possível.
 Após mais de dez meses sozinho, a minha vida pessoal continua num amadurecimento contínuo. Hoje entendi finalmente que perdoar uma traição não resolve nada. Funciona como uma esmola para o sofrimento de quem traí mas na realidade tudo foi minado. Todo o campo entre as duas pessoas tem minas prontas a explodir a qualquer momento… Uma simples hesitação e tudo rebenta de novo.
  As relações humanas são complicadas. A vida simples é boa quase sempre… POr isso viver simples é o meu lema. Tudo em pouca quantidade mas em qualidade. Poucos conhecidos, poucos amigos… Passar lentamente e deixar que passem por mim com uma lentidão assustadora e marcante. Quero que todos se tatuem na minha pele e quero tatuar todas as peles que me aceitem… permanecer e deixar permanecer uma marca eterna…
 Volto ao trabalho… sem ponta de inspiração. Só um tremendo sentido de responsabilidade e de profissionalismo.
 Um dia desses….
 
 
                                                         Fuinho
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s